quarta-feira, 27 de agosto de 2008

wiiiiiiii!




os senhores do Imposto Redutor de Sorrisos demoraram demasiado a mandar a cartinha da cobrança. por isso, e fazendo orelhas moucas ao bom senso, fizemos foi o gosto ao dedo.
mais fãs de jogos de tabuleiro [mas com poucas visitas aos "arrabaldes" para dar asas à loucura como deve ser] e de longas noitadas de mikados e scrabble a dois, tínhamos no entanto uma pequena fraqueza. branquinha e sem fios.
andávamos há demasiado tempo a namorar uma coisa destas. a minha primeira desde a Nintendo Super Set, e a única que nos fazia sentido: faz-se exercício e é perfeita para jogar em grupo.

desde há um tempinho que as noites são passadas a jogar. ou a fazer ginástica.

curiosamente, desde a divulgação do Advento da Compra, um pequeno grupo de peregrinos - anteriormente estranhos a este local, mais conhecidos como a irmã e os amigos da irmã da Polegar - ruma frequentemente à nova Meca, para estabelecer contacto com a estranha consola imaculada, assaltando frigoríficos pelo caminho.

nós dizemos: visitas? wiiiiiiiiiiiiii!

domingo, 17 de agosto de 2008

profilaxis

há coisas absurdamente geniais. num dos meus sotaques preferidos, com as doses perfeitas de "testemunho danone", clipping vintage, comédia da mais fina, mesmo que escatológica, e, claro, actores fabulosos. 9-minutos-e-tal desconcertantes.

se eu tivesse forma de sacar isto, dava-me ao trabalho de legendar.
onde encontrei? mesmo depois de Studio 60 on the Sunset Strip ou antes de Flight of the Conchords no canal FX, que está a passar curtas espanholas entre programas, aparentemente de forma aleatória, sem os identificar no menu da programação. nem todas são do meu agrado, mas esta... foi de parar tudo para tentar perceber se eles estavam mesmo a contar a história que eu achava que estavam... quero gritar ao mundo que existe.

enjoy :)



profilaxis, produção de 2003 de prosopopeya producciones

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

três quilos e trezentas


ph.t. e mão conquistada de Simão

por três quilos e trezentas desatámos aos pulos na cozinha, abraçámo-nos e demos vivas.
três quilos e trezentas de uma pessoa nova, doce, decidida e delicada, de olhinhos já atentos, a quem o mundo ainda não faz confusão.
por três quilos e trezentas de gente há lágrimas e um sorriso de leste a oeste cá em casa. porque também é um bocadinho nossa.
a nossa família emprestada de Paris está, agora, mais-que-perfeita. chegaste, Joana.
sim, Joana, mais-que-perfeita, sem pretérito mas com travessões para ficar tudo juntinho, porque é tanto o amor que se respira desses dois que te fizeram que a tua casa é sempre assim quentinha para quem por lá passa, cheia de abraços e gargalhadas.

e sim, Joana, fomos nós que te andámos a fazer festinhas e sussurrar disparates num francês macarrónico este Maio que passou. fomos nós que levámos os teus pais para as escadas exteriores - de que eles só se lembram quando lá estamos - para ficarmos todos à conversa até às tantas com vista para os telhados, a vie en rose, a primavera e a gata da vizinha. a beber cafés - e chá para a tua mamã -, a falar português, a fazer teatradas com um troll e uma vaca perdida.

e agora as saudades? com um novo motivo para voltar... e agora as saudades? quem é que as atura?

bonjour, Joana de Paris :)

por onde, mesmo?

uma pessoa tem uma consulta no médico, para a qual vai ter de faltar a uma parte considerável de um ensaio. para lá ir ter o mais rapidamente possível, pondera utilizar os transportes públicos porque não quer caos, poluição, perdas de tempo em filas, taxistas enraivecidos e essas coisas.
por isso, vai ao site da Transporlis [linkado no da Carris] informar-se do melhor percurso, e de quais os transportes a utilizar.
insere como ponto de partida a Avenida 5 de Outubro, e o de chegada a Avenida Gomes Pereira. pois que manda pesquisar e o bicho diz que falta inserir ponto de partida ou de chegada. depois de estouradas várias tentativas de "vai buscar", recebendo sempre o mesmo recado, a exasperada pessoa resolve ignorar o bug e usar como alternativa o mapa disponibilizado no site para indicar per se - ou à la pata - os ditos pontos. perde-se por vielas e ampliações de ruas estranhíssimas, num mapa que indica que o Hospital de Santa Marta fica a norte do Parque Eduardo Sétimo. mas como a pessoa é abnegada, lá finalmente dá com os ditos pontos.
a primeira sugestão [pedida como "menos transbordos"] sugere um autocarro, mais de 300 metros a pé e 43 minutos de percurso.
vá, se calhar é melhor pedir a sugestão "mais rápido". e a que surge é mais rápida, sim senhor. 3 autocarros e umas poucas dezenas de metros a pé. o percurso tem uns estonteantes 2 minutos a menos que o anterior.
mas não é que a pessoa não goste de andar, ou não suporte autocarros. a pessoa tem a tal pressa para chegar ao ensaio.
a pessoa recebe a sugestão de sua cara-metade de ir de metro até Entrecampos e lá apanhar o comboio para Benfica.
depois de um "como é que não pensei nisso antes", vem a apoquentação, seguida da já conhecida obstinação. porque é que esta porcaria de site não me sugeriu isso? já sei, vou obrigá-lo a responder-me assim. vou pedir a opção de percurso utilizando só metro e comboio.
tick tick. enter.

e sai esta resposta:

ir até à estação Campo Pequeno (Metro) 355 metros
apanhar linha Amarela - direcção Rato (Metro)
sair na estação Marquês de Pombal
apanhar linha Azul - direcção C. Militar (Metro)
sair na estação São Sebastião
apanhar Linha Azul - direcção Amadora Este (Metro)
sair na estação Jardim Zoológico
ir até à estação Sete Rios (CP)
apanhar linha Roma Areeiro - Mira Sintra Meleças
sair na estação Benfica
ir a pé até ao destino (580 metro)

tempo de percurso: 45 minutos

[suspiro]
nota mental: pedir ao tal médico uns Xanaxs

quinta-feira, 7 de agosto de 2008

mimo

disto, assim.
acordar com um elogio profissional. um buraquinho-para-café sem hora marcada na tarde do Chiado [como há tanto tempo]. um corte de cabelo. um livro e filmes para a colecção. e o regresso a casa com as mãos nas tuas costas.

domingo, 3 de agosto de 2008

outtake


ph.t. espanta-espíritos