segunda-feira, 29 de maio de 2006

skype, encalhados e coisas assim

aqui na empresa acham o skype o máximo da modernidade. não encaixam que a base é a mesma do messenger - que também permite fazer "telefonemas" de borla e videoconferências com quem está na nossa lista...
mas pronto, dizem que é mais profissional. ter o skype ligado é profissional, ter o messenger ligado é o "lá estás tu com as tuas conversas, essa gente não te larga?"... depois quando arranjo uma resposta ou ficheiro mais rapidamente do que pesquisar na internet, ficam espantados, mas não dão o braço a torcer...
enfim...

pois que nesse meio selecto e profissional do Skype - em que a minha foto é, já de prevenção, dos meus pés - já me vieram cair ao colo (salvo seja) uns quantos matarruanos num espaço de tempo bastante reduzido. sou adicionada à lista deles e, bem que habituada ao messenger em que só nos adiciona quem nos conhece, penso "pronto, deve ser alguém que eu conheço mas agora não estou bem a ver, sou mesmo despassarada com os nomes..."
... não...
começam com o "olá", depois é o "não te importas de conversar um bocadinho", eu aviso educadamente que estou a trabalhar, e eles tudo bem, e eu - estúpida - não nego à partida uma pessoa que não conheço, e respondo à do costume "o que é que fazes" com o "sou produtora e actriz", arremessando logo com o "mas não faço morangos, não sou famosa", ao que recebo algo como "LOLOL tens um sentido de humor engraçado... gosto disso".... mau... mas isto contava para nota, stôr?
depois de mais umas coisas tipo "de onde és?" [adoro Lisboa, é tão grande], ainda observam sabiamente: "reparei que escreves acentuando todas as palavras...isso já não é 'normal', sobretudo na net..." pronto, não resisto a explicar que sou daquelas aves raras e antigas que tiveram uma boa professora da primária, gostam da sua língua materna e ainda por cima rápida a escrever no computador, pelo que as abreviaturas só as mais normaizinhas... mas engana-se quem pensava que isto encarrilava na teorização dos destinos da nova gramática, e destes jovens que já não sabem falar... isto é só um pequeno desvio na via-rápida dos "quero gaja"... daí a pouco saem-se com o óbvio "então mas como és? descreve-te".

... ai, aí fiz uma pausa... saquei de um cigarro, suspirei, fui ao meu profile e escrevi: aviso: este endereço é utilizado apenas para assuntos profissionais. encalhados por favor vão procurar uma agência de engate
do que resultou: outra janela com outro tipo a perguntar se podia "engatar-me só um bocadinho" e dois amigos a perguntar o que é que eu tinha contra os encalhados...

ora observando atentamente este tipo de abordagem, facilmente se chega à conclusão que há uma graaande diferença entre os solteiros/solitários perfeitamente respeitáveis com as suas tristezas, solidões e vontade de quem lhes aqueça os pés numa noite fria e encha o peito de suspiros e... os encalhados esfomeados com tanta sensibilidade a meter conversa como um camião tir desembestado sem travões...

moral da história: a descrição foi elucidativa do meu estado civil e permitiu que o rapaz tivesse de ir passear o cão... bloqueadinho para não me chatear mais nesta próxima encarnação...

13 impressões digitais:

O Estranho disse...

Olha, posso conhecer-te? És boa? Realmente, que bem representada está a espécie masculina na Internet... Valham-nos os trolhas do país para nos dar bom nome...

outrosdias disse...

Haja paciência...

elisa disse...

LOL!!Bem feito!Não há pachorra.

Rantanplan disse...

Bolas!!! descobriste-me a carapuça e eu a pensar que tinha alguma hipótese... :P

polegar disse...

estranho: "posso conhecer-te" é demais! LOLOL

outrosdias: e uma boa dose de sangue frio...

elisa: ehehehe...

rantas: LOLOLOLOL tens muita piadinha!!!

v disse...

ontem nem tive tempo de desejar boa sorte...na cruzada! bjs v

macaso disse...

Bela imagem. o homem é realmente um bicho estranho e agora deram para serem neuróticos, cheios de dúvidas, de "estou a sentir-me pressionado", de "talvez não seja uma boa altura". Essas fragilidades só lhe ficam bem até um certo ponto. Desculpem-me mas as mulheres adoram homens frágeis mas também precisam de homens em quem se possam apoiar; homens que sejam um porto seguro, homens que transmitam e respirem segurança (isto quando a segurança não significa um ego exacerbadíssimo).

Como dizia a Pinky:men! can´t live with them, can´t live without them!

macaso disse...

Isto tinha alguma coisa a ver com o post???:)

Linha Recta disse...

E ke pes!!!!!!! Kurto o dedo kanito.

pinky disse...

tb já me aconteceu o mm, adicionarem-me, et moi, curiosa como sou, vá de autorizar para descobrir quem é, bemmmmmmmmmmmmm nem 10 min durou, foi logo para o espaço. haja mesmo pachorra!

polegar disse...

v: mas eu sei que estás sempre por aqui... beijo grande querida, e boa sorte para ti também.
macaso: ele há homens e homens... há pessoas e pessoas, é a tal coisa ;)
linha recta: LOLOLOL
pinky: eheheh tás a ver? mas o que é que se passa que começa a primavera e é isto?! :)

MPR disse...

Faz-me lembrar os tempos do mirc, em que chegava a inventar personagens só para trocar as voltas aos ditos "encalhados com o cio".

Tem piada o facto de ter vindo aqui parar por ter recebido um mail para "te conhecer"... :)

Tiago disse...

BRUTAL!!