quarta-feira, 31 de janeiro de 2007

cartas de amor . procuram-se

das antigas, daquelas de autores portugueses às suas amadas [ou de autores portugueses aos amados, ou delas para eles, ou delas para elas, não sou esquisita], onde escreviam os seus dedos e não os dedos dos fantasmas das suas personagens. daquelas que eram caneta e lápis e papel e mata-borrão. das que eram saliva e selos e tinta manchada de sal.

ando em pesquisas e falta-me o tempo, sempre o tempo.
fica o apelo. sirvam-se de mail e comentários a gosto.

como recompensa, há-de pensar-se em qualquer coisinha.

muito agradecida.

6 impressões digitais:

pinky disse...

dou-te uma dica gira, fala com o jorge dos frutos de sombra, cheira-me q ele tem umas dicas giras para ti, de qualquer forma se me lembrar de algo, digo-te, nos entretantos, ganhas-te um prémio no desafio, formula o teu pedido ;O beijocas

MPR disse...

E ligar para o JL?

polegar disse...

pinky: sim senhora, mail de súplica rastejante enviado! grazie!


MPR: ó moço, eu tenho uma edição especial de 2004 em que publicaram umas quantas, mas poucos nomes são identificáveis de chapa... e para o que é, não chega...
além do mais isto é um projecto extra-trabalho, logo não posso usar as horas de expediente para essas coisas... ai... vida....

Daniel Aladiah disse...

E não é que tenho muitas, e das verdadeiras! Mas revelá-las assim... não sei...
Um beijo
Daniel

rita disse...

ola,
existe um livro girissimo chamado "Amo-te" e outro "as mais belas cartas de amor" da editora 101 noites que te poderão ajudar...
bj

n. disse...

muito antigas não tenho...

;)

um bj