sexta-feira, 18 de março de 2005

ecg holter

esta tarde vão colar-me uns eléctrodos no peito, que estarão ligados a uma maquininha, que andará comigo durante 24 horas, a medir-me as pulsações e saltos do peito, para depois dizer aos médicos se afinal ele anda ou não descoordenado do mundo e das batidas do relógio.
vai escutar-me o coração... para descobrir o meu mal, penso que deveriam ir mais fundo que os compassos. a tecnologia ainda não pode monitorizar a alma...

2 impressões digitais:

Nuno disse...

Ultimamente esse aparelhómetro está muito na moda...não tarda nada já vimos com ele incorporado!

Paulo disse...

Se as doenças pudessem ser bonitas, a mais bela seria nenúfares no peito (como n'A Espuma dos Dias). Há 50 anos chamavam-lhe melancolia e podia morrer-se disso.
Espero que estejas bem, claro (este comentário é um bocado deprimente, sorry, mas lembrei-me do livro).