segunda-feira, 28 de fevereiro de 2005

do you feel lucky, punk? do ya?...

serei a única pessoa neste mundo a embirrar seriamente com o Clint Eastwood?
vou ter de ver o Million Dollar Baby, para tentar perceber... o homem para mim, continua o mesmo canastrão.
e quanto a realizador, tanta genialidade no Mystic River para na cena mais intensa e fantástica, só se poder adivinhar as expressões dos actores, porque tinham a cara completamente às escuras...
sem falar no completo suicídio que foi protagonizar uma das histórias mais bonitas de sempre, as Pontes de Madison County... essa é que eu não lhe perdoo mesmo...
mas pronto, lá a Academia é que sabe.

este ano, não gostei: de todas andarem vestidas com vestido de cauda-sereia, de não ter sido nomeado o Farenheit 9:11, de não ter sido nomeado para melhor filme o Eternal Sunshine of the Spotless Mind (justo prémio de melhor argumento), de teimarem em não reconhecer as capacidades do Jim Carrey quando não faz caretas, nem o do Johnny Depp por... tudo!, de o Shrek 2 não ser o melhor filme de animação do ano, de alguns desgraçados terem de ficar com cara de cu EM CIMA do palco, de outros desgraçados nem sequer poderem agradecer no palco, de as músicas não serem cantadas no seu original, mas todas pela Beyoncé (grande voz, mas à segunda música já enjoava), do pseudo-protagonismo da Hillary Swank, da atitude política da produção em insistir a torto e a direito em provar que "nós não somos racistas"... faltou-lhes naturalidade no gesto...

mas chorei na mesma... o Foxx e a sua avózinha bateram cá bem fundo... sou uma lamechona é o que é.

0 impressões digitais: