quarta-feira, 23 de fevereiro de 2005

há dias assim

adormeci. podia morar num sítio em que, mesmo atrasando-me, se acelerasse muito, cumpriria o atraso normal, dito elegante, de 15 minutos. não é o meu caso. lá das berças onde moro, há sempre os 20 minutos de auto-estrada, o trânsito na entrada em Lisboa, o largar o carro num parque financeiramente suportável, o apanhar o metro para o Rossio, fazer toda a linha verde...
para melhorar as coisas, a minha colega que poderia estar no escritório para receber os turcos, hoje faltou e não me avisou. atravancada no trânsito, ligam-me a dar a bela notícia. apanhei um táxi mal larguei o carro.
e no carro deixei o passe e o telemóvel... bonito.
tento sacar dum cigarro, mas também me esqueci do isqueiro...
só passaram três horas desde que me levantei...
até tenho medo...

0 impressões digitais: