sexta-feira, 23 de junho de 2006

a janela


[foto . ms | artwork . polegar]

às vezes pergunto-me... como estará aquela janela.

que almas passarão por lá. será que afastam os lençóis brancos coçados ao clarear do dia, de passos pequenos para não acordar, na alcatifa... para ir espreitar sem acreditar - de novo - que aquela paisagem é deles?
e sairão para a pequena varandinha onde só cabem dois, para fumar o primeiro cigarro ainda de vapor do banho nos cabelos?
respirarão também inebriados o ar dos telhados? serão também eles gatos vadios a brincar à lua cheia?
e ao fim do dia, de pernas cansadas e peitos cheios, antes de se aconchegarem de novo nos lençóis macios e no chá, aproximar-se-ão e deixarão a cabeça no frio do vidro a saborear as suaves cacofonias das luzes da cidade?

às vezes pergunto-me... como estará aquela janela.

8 impressões digitais:

espanta_espiritos disse...

à espera de nova visita.
à espera de novos olhares sobre a cidade.
à espera de novos beijos.
à espera de gente.
à espera de nós.

wicahpi disse...

seja a janela novo mundo, encontro no sonhar.
seja o dia cortina desviada, desalinhada e fresca,
que deixa sempre o sol espreitar.
seja o teu mundo tudo o que está pralém da janela,
que nunca chegue a limitar-sempelo quadril ou pelo parapeito,
que seja o teu dia tudo aquilo que vires e amares com o olhar...

Rui_Ferreira disse...

Deus do céu! Tu cada vez escreves melhor!
(...)

Bjo

Rui

colher de chá disse...

a espera bonita :)

escreves tão bem... obrigada pela partilha com o lado de cá.

Beijos, querida.

nuno albuquerque vaz disse...

quem convidas para dançar?

macaso disse...

Que bom que a nossa memória é um extenso arquivo. É tão bonito recordar momentos de extase não-violento.

Palavras lindas e imagem fabulosa.

Mary Mary disse...

Simples e lindissimo... :D

pinky disse...

as recordações fazem parte integrante do nosso ser, e dele nunca se escaparão! maravilhosa foto e art work! ;)