quarta-feira, 4 de maio de 2005

preto e branco

abafe-se parte da culpa em dois dedos de boa prosa. que a outros, assim, nascem as espinhas bífidas, as escamas e as línguas bicudas. deixam um lastro de gosma e soltam veneno num hálito que existe somente para sufocar os pobres inocentes a cada gargalhada solta com sadismo. preto e branco. e mais nada. porque assim é mais confortável. porque a exclusividade de dores e sentires existe e, sem darmos por isso, agora é preciso autorização da SPA.