segunda-feira, 3 de abril de 2006

este post não mora aqui



esfumou o desejo com a ponta dos dedos, como quem lê uma textura. depois entardeceu no silêncio esbatido do descanso, acompanhado por melodias urbanas de hábitos e pegadas. fechou os olhos.

8 impressões digitais:

colher de chá disse...

também assim se tece o sorriso.

pinky disse...

...para um merecido descanso? hope so!

espanta-espíritos disse...

foi para a terra dos sonhos na companhia de fadas e princesas.
estava bem lá.
quando acordou também as encontrou.
estava em paz.
mas acordado ou a sonhar?

macaso disse...

I believe in dreams...

rantanplan disse...

Os meus pais costumavam cantar-me esta lenga-lenga enquanto me levavam para a cama e no fim a inventarem acrescentavam "e vai parar ao colchão!!!"

Tão-balalão
Soldado ladrão,
Menina bonita
Não tem coração.
Tão-balalão
Senhor capitão,
Espada na cinta
Sineta na mão.
Tão-balalão,
Cabeça de cão,
Orelhas de gato,
Não tem coração,
Tão-balalão,
Cabeça de cão,
Cozida e assada
no meu caldeirão,
Tão-balalão,
Senhor capitão
Orelha de porco
P'ra comer com feijão.

polegar disse...

colher: verdade, verdade... :)

pinky: of course! viver cansa!

espanta: isso agora...

macaso: me too. é como a música "dream dream dream, dreeeeeeaaam" ehehehe

rantas: que giro. é impressionante como a memória se esvai. só me lembrava do "Tão-balalão,
Cabeça de cão,
Orelhas de gato,
Não tem coração,"
para dormir, a minha avó cantava-me a música do papão. de que só me lembro de
"ó papão vai-te embora | de cima desse telhado | deixa a menina dormir | um soninho descansado"...

E.A. disse...

ceci n'est pas une pipe

luis disse...

sonha :)

porque te recrias e vives e tentas e acima de tudo acreditas.

bom blog o teu :)*