segunda-feira, 22 de novembro de 2004

Quarto virado a norte

durmo enroscada num edredon espesso, com uma manta polar por cima.
estou a tentar curar os músculos do ombro esquerdo, cansados de carregar a mala e as ansiedades. como durmo de lado, tenho de me tentar virar para a direita. (não, isto não é uma metáfora política, são ordens do doutor).
detesto usar meias para dormir, mas os pés teimam em não aquecer.
mantenho as mãos fechadas, debaixo do pescoço ou da almofada.
uso pijamas de mangas compridas e calças, de materiais fofos e quentes.
tenho um recuperador de calor supra-sumo no quarto.
tapo-me de tal maneira que tenho de escavar um túnel para meter o nariz de fora.
aninho-me, enrosco-me, afundo-me nas 4 almofadas macias.
mesmo assim tenho frio.

0 impressões digitais: