segunda-feira, 11 de abril de 2005

así son las cosas

a música é parte integrante da minha vida, todos os dias. não vivo sem os meus cds (mistura eclética rara e nunca vista) e sem rádio. sem as manhãs da antena 3, ou as velhinhas gingonas da marginal. pareço uma louca no meio do trânsito a cantar, a fazer playbacks no meio dos cafés, ou a entrar teatro adentro cantando musicais a plenos pulmões, fazendo as danças e tudo... há malucos para tudo...

e há aqueles dias em que se acorda com uma música, que nos acompanha para o trabalho, nos canta lá das profundezas ao almoço e passa a tarde molenga conosco.
não vale a pena fugir, ou tentar ouvir outras músicas. ligar o rádio no máximo. cantar músicas minimo-repetitivas, pimbalhices, sucessos de infância.
só essas imagens sonoras ecoam cá dentro, brincam com os sentidos e fazem esboçar um sorriso conformado, trazem memórias frescas, cheiros esquecidos, ventos quentes e noites infindáveis, risos ou choros...
há dias que insistem em ter banda sonora...

2 impressões digitais:

Nuno disse...

las cosas con música son mucho, mucho guapas...

Experimenta fazer uma banda sonora da tua vida...(se é q já n fizeste)!

Linha Recta disse...

Que sorte tens por referires estas simpáticas musicalizações. Havias de ter passado um santo domingo, todinho, do principio ao fim, a ouvir o "Vinho Verde" na aparelhagem do vizinho. E para castigo (como se não bastasse ainda), tal foi a dose, que andei eu como essa maldita cançoneta na boca durante uma série de dias. Bahh!!!!!